Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Alice μ Rose
#1

em Sab Set 01, 2018 9:35 pm

avatar




Vampire

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -



Décimo quarto dia do mês da neblina. A população de Strimond comemorava o tetracentenário da república erguida pelos vampiros. Um novo representante havia sido escolhido, Ieserk, que governaria a cidade estado pelos próximos cinco anos, tal como as províncias satélite. Eram cinco da tarde, o novo líder faria um breve discurso que daria início a uma noite de celebrações na capital que nunca dorme. Minutos se passavam, nada do homenageado dar as caras, a população já estava impaciente e um pouco desconfortável.
Já preocupado, seu suplente foi a sua procura, afinal, já fazia meia hora que o novo chanceler deveria ter deixado o palácio do governo para comparecer ao evento. A construção era na mesma avenida, então que mal faria ir a procura do desaparecido? Assim, o jovem político foi em busca de seu colega.
Anoiteceu, mas o povo permanecia firme a espera de uma explicação para aquele sumiço. Quinze para as oito em ponto: Henud, vice-chanceler e vampiro vindo de uma das mais influentes famílias aristocráticas, retonou ao palanque, cheio de hematomas em seu corpo, vestes rasgadas e paralizado, como se tivesse visto algo terrificante o suficiente para colocar um líder respeitado daqueles em estado catatônico.
O predecessor de Ieserk subiu ao palco, confrontando o vice em nome da população. Cochichos espalhavam boatos pela avenida principal, lotada, aquilo só poderia se tratar de uma brincadeira de mau gosto. Mesmo insistindo, poucas palavas distorcidas saíam da boca de Henud.
O vampiro mais novo apontava, trêmulo, para o casarão do governo, exibindo muita dificuldade no gesto. Plutarch, o antecessor, conduzia procissão à construção antiga, quase que carregando Henud, o qual estava de músculos rígidos. A cena que se sucederia não deixaria apenas o vice-chanceler paralisado como também todo o povo de Strimond. Receoso, o antigo líder abriu a porta de cedro entreaberta do palácio.
Cada membro do corpo nu de Ieserk decorava agora uma porção da entrada da suntuosa construção. Braços no lustre, pernas pela escadaria, tronco no tapete e a cabeça num vaso de porcelana élfica antiga. O sangue respingado escorria às escadarias do prédio, banhando ironicamente a metrópole vampiresca com o infortúnio de seu governante. Aquela imagem levantava suspeitas de infiltração humana na cidade impenetrável, deixando todo seu povo em alerta em uma data tão simbólica.
O fato é que Henud assumiria o comando, talvez não naquelas circunstâncias, mas o governo era dele por direito. Conspiracionistas não se aquietaram: rapidamente, charges e desenhos com o rosto de um líder nobre, porém improvável, acovardado inundaram a capital e suas províncias. A possibilidade de alguém sem punhos de ferro para lidar com os humanos transmitia insegurança política e até a chance de um golpe. Contudo, Plutarch, então chefe de oposição, estava certo de algo: Henud era um excelente ator. Quanto tempo ele demoraria para se recompor? Dois dias? Talvez os vampiros possuíssem maiores inimigos dentro do que fora dos muros.
Henud iniciou seu governo de punhos de ferro.


valeu @ cács!


_________________
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum